Dubitando, ad veritatem parvenimus... aliquando! Duvidando, chegamos à verdade... às vezes!
 
(Palácio de Salomão, segundo o Antigo Testamento e a arte da época)

(I Rs 7, 1-12; 10, 16-21; II Cr 9, 15-20. Cf. A. J. Liv. VIII, 5, 1-2)

O palácio de Salomão estava situado dentro do «Grande Pátio» do templo, a sul. A descrição do palácio é vaga e obscura, tornando-se mais clara ao ser comparada com planos de palácios «bit hilani»(1) e de palácios egípcios.(2) Apesar de não serem referidos compartimentos ladeando o pórtico de entrada, o plano aqui traçado segue as características genéricas de um palácio «bit hilani», incluindo a orientação mais frequentemente encontrada.(3) Com forma de U, também corresponde, genericamente, ao plano de uma casa israelita tradicional de quatro compartimentos da Idade do Ferro.(4) Na nossa reconstituição, supomos que o palácio tinha influência da arquitetura egípcia, particularmente nas salas hipostilas. Valemo-nos, também, do plano da topografia do lugar antes da construção da atual plataforma.

Palácio de Salomão. Solomon's royal palace in Jerusalem. Palais royal de Salomon à Jérusalem. Salomos königlicher Palast in Jerusalem. Il palazzo reale di Salomone a Gerusalemme. Casa da Floresta do Líbano. House of the Forest of Lebanon. Maison de la Forêt du Liban. Casa della Foresta del Libano. Haus des Waldes des Libanon.
«Edificou, pois, a Casa da Floresta do Líbano, com 100 côvados de comprimento e 50 côvados de largura e 30 côvados de altura, sobre 4 ordens de colunas de cedro, e tábuas de cedro sobre as colunas. E estava o teto de cedro, em cima, sobre 45 tábuas, que estavam sobre as colunas, 15 numa ordem, e 3 ordens de margens; janela contra janela 3 vezes. As portas, ou seja, os montantes, tinham margem quadruplicada.

E fez o pórtico das colunas, de 50 côvados de comprimento e 30 côvados de largura; e outro pórtico, na frente do pórtico maior, e colunas e arquitraves sobre as colunas.

Fez, pois, o pórtico do trono, no qual era o tribunal, e revestiu-o com tábuas de cedro desde o pavimento até ao pavimento.

E a casa, na qual habitava, era no outro átrio, dentro, a partir do pórtico, e de obra semelhante. Fez, também, uma casa para a filha do Faraó (que Salomão desposara), de obra semelhante a este pórtico.»

(I Rs 7, 2-8)


1- Casa da Floresta do Líbano (c: 100 CV, l: 50 CV; a: 30 CV), com 4 filas (não 3!) de colunas de cedro, com arquitraves seguindo o comprimento. Sobre as arquitraves, assentavam 3 filas de traves, 15 por cada fila, 45 no total (15 + 15 + 15). O edifício tinha janelas em 3 das 4 paredes. Teria várias funções: arsenal, tesouro, sala de banquetes, etc. (1 Rs 10, 16-17.21; 2 Cr 9, 15-16.20).

2- Pórtico das colunas (c: 50 CV, l: 30 CV), com outro pórtico, mais pequeno, na frente. Seria a entrada principal do público. Possivelmente, uma das portas revestidas de bronze do «Grande Pátio» ficaria à frente deste pórtico, a sul, e seria acessível através de rampa de degraus. Em palácios egípcios e persas, o portão principal dá acesso a um espaço descoberto a partir do qual se entra nas dependências (com colunas) de acesso público.

3- Pórtico do trono, ou pórtico do julgamento. Aí se situava o trono, sobre uma plataforma de 6 degraus (o 7.º degrau seria o escabelo de ouro) (I Rs 10, 18-20; II Cr 9, 17-19).

4- Comparando esta descrição com diversos planos de edifícios da época, entendemos o seguinte: o pórtico das colunas (entrada principal) dava acesso para a Casa da Floresta do Líbano, para o pórtico do trono e para um átrio privado com compartimentos laterais.

Não temos elementos suficientes para fazer uma reconstituição adequada desse átrio nem desses compartimentos. No Médio Oriente, os átrios raramente tinham colunas em torno (excetuando os átrios greco-romanos), embora pudessem ter pilares em alguns lados. É dito que a casa do rei e a casa da filha do Faraó eram «de obra semelhante a este pórtico», mas não se diz que semelhança é essa (nas medidas, no tipo de construção, …?). Em palácios egípcios, a suite do rei fica ao lado da sala do trono ou atrás desta. Devemos, pois, supor que a habitação do rei estava contígua ao pórtico do trono. Aparentemente, seria assim: frente à entrada principal, a partir do pórtico das colunas, haveria uma entrada para um átrio retangular. Contíguo ao pórtico do trono, ficava o bloco dos aposentos do rei; algures, ficava o bloco dos aposentos da filha do Faraó. Cada um desses blocos podia ter as medidas do pórtico das colunas (50 CV por 30 CV), embora com divisões interiores e pisos.

O palácio de Salomão também tinha outras dependências: aposentos para funcionários, carros e cavalos; harém; lugares de culto pagão para algumas das mulheres de Salomão; etc. (1 Rs 10, 5. 26; 11, 1-6; 23, 11; 2 Cr 1,14; 9, 25) Carros e cavalos entram e saem por um acesso próprio e não pela porta principal, solene, destinada ao público.


(1) Genericamente, o plano de um palácio «bit hilani» divide-se em 3 partes:

a) Um pórtico de 1 a 3 colunas, sendo 2 o número mais óbvio, normalmente com degraus à frente. Esse pórtico não costuma estar centrado simetricamente e costuma ter compartimentos laterais (como um acesso de escadas interiores ao piso superior).

b) Um longo salão retangular, podendo estar dividido em 2 ou 3 (um deles é mais comprido), tendo paredes contínuas, uma de cada lado, paralelas ao pórtico de entrada. O trono ficava localizado num extremo, lateralmente em relação à entrada.

c) Outros compartimentos. Com frequência, uma parede lateral do pórtico de entrada prolonga-se até à parte desses compartimentos.

(2) Genericamente, o plano de um palácio egípcio também se divide em 3 partes. A parte do meio consiste em salas hipostilas sucessivas conduzindo à sala do trono. Pode haver átrios descobertos antes das salas hipostilas. De cada lado dessa parte central, ficam as várias dependências do palácio.

(3) A orientação do palácio de Salomão poderia ser para leste ou para oeste, e o pórtico de entrada poderia ser a sul (virado para a cidade) ou a norte (com entrada do «Grande Pátio»).

(4) O plano de uma casa israelita tradicional de 4 compartimentos da Idade do Ferro consistia num átrio descoberto, tendo compartimentos cobertos em 3 lados e uma porta na parede do outro lado. Os compartimentos laterais eram separados do átrio por paredes ou apenas pilares. O bloco de compartimentos do fundo, ao centro, tinha paredes em torno, de um lado ao outro, e, frequentemente, era mais alto, tendo um piso superior.

 

 

 

 

 

 



Ver imagens grandes: [1] - [2]
Topo da página
DVBITANDO, AD VERITATEM PARVENIMVS... ALIQVANDO!
Free Web Hosting